terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Genealogia

Ando a fazer pesquisa sobre a minha árvore genealógica, para conhecer os meus antepassados. Como tal, é preciso organizar a informação pesquisada, para representar os meus antecessores. Optei por seguir a Numeração de Sosa-Stradonitz, permitindo-se assim obter árvore (pode-se representar como uma listagem), onde cada posição é ocupada de forma concreta:
O pai ocupa sempre um número par, e a mãe um número ímpar.
O sujeito (chamado de cujos ou probandus) sobre o qual se está a representar o estudo é o número 1.
O pai é o número 2
A mãe é o número 3.
O avô paterno é o número 4
A avó paterna é o número 5.
O avô materno é o número 6
A avó materna é o número 7.

Desta forma, o pai é sempre o número 2n e a mãe é o 2n+1. Cada grau da ascendência tem um efectivo teórico correspondente à potência de 2 do seu grau.

Como fontes para a pesquisa, estou a consultar registos históricos, estando disponíveis online, os registos paroquiais de batismo, casamento e óbito. Existem ainda outros registos que contém informação familiar, como as Habilitações a Familiares do Santo Ofício, passaportes, etc.

Recursos genealógicos:
(para fazer download de imagens de arquivos históricos, pode-se usar a aplicação Archive GetLinks)

Os Registros de Batismo podem conter as seguintes informações:
  • Data e local de batismo
  • Nome e sexo da criança
  • Data e local de nascimento da criança
  • Nome do pai, profissão e origem
  • O nome de solteira da mãe, e origem
  • Os nomes dos avós paternos
  • Os nomes dos avós maternos
Os Registros de Casamento podem conter as seguintes informações:
  • Data e local do casamento
  • Os nomes do noivo e noiva
  • Idade do noivo, estado civil, ocupação e origem
  • Data e local de batismo do noivo
  • Os nomes dos pais do noivo
  • Idade da noiva, estado civil, ocupação e origem
  • Data e local de batismo da noiva
  • Os nomes dos pais da noiva
  • Os nomes das testemunhas
Os Registros de Óbito podem conter as seguintes informações:
  • Nome, idade e sexo do falecido
  • Data e local do óbito
  • Estado civil e e local de origem
  • O nome do cônjuge, se casado
  • Os nomes dos pais, se o falecido for menor de idade
  • Os nomes dos filhos
  • As informações de sepultamento
 Desta forma, estou a fazer a pesquisa genealógica da seguinte forma:
Sabendo a data de nascimento de um ascendente, procuro o nome no livro paroquial de registos de batismos da freguesia do local do nascimento. Ao encontrar o nome neste livro, fico a saber o nome dos pais e avós e a naturalidade dos mesmos. De seguida, vou ao livro paroquial de registos de matrimónio da frequesia de onde os pais são naturais, para procurar o registo do matrimónio destes. Neste registo do matrimónio, informa a idade dos mesmo aquando do matrimónio. Desta forma, posso calcular quando terão nascido e ir procurar novamente cada um deles no livro paroquial do registo de batismos.Ao mesmo tempo, vou construindo a árvore de costados (ou ascendentes), onde vou reunindo esta informação.

Sem comentários:

Enviar um comentário